Autocuidado e Resiliência

Autocuidado – Porquê e Como devemos Cuidar de Nós?

Ouvimos falar muito sobre a importância de cuidarmos de nós. Mas, afinal, porque devemos fazê-lo? E como conseguimos cuidar de nós quando, muitas vezes, temos um ritmo de vida tão acelerado?

O que é o Autocuidado?

O Autocuidado envolve todas as actividades que, regularmente, escolhemos fazer e que ajudam a manter ou melhorar o nosso Bem-estar e Saúde Psicológica. Por exemplo, quando reservamos momentos para nos dedicarmos a actividades que nos fazem sentir bem, relaxados e felizes, estamos a cuidar de nós. Escolhas saudáveis também são formas de autocuidado: fazer uma alimentação saudável, manter actividade física regular e bons hábitos de sono. O auto-cuidado também pode passar por estarmos e falarmos com pessoas de quem gostamos e, no limite, por procurarmos ajuda profissional, ganhando um espaço e um tempo para nós próprios.

Que vantagens nos pode trazer o Autocuidado?

O Autocuidado aumenta a nossa produtividade e energia, a nossa confiança e auto-estima. Previne e diminui o stresse e a ansiedade e ajuda-nos a tomar decisões e a mantermo-nos saudáveis.

O Autocuidado aumenta o nosso bem-estar e, dessa forma, aumenta também os nossos sentimentos de felicidade, confiança e envolvimento com o mundo e com os outros. Ajuda-nos a ultrapassar adversidades e momentos difíceis. Torna-nos mais resilientes e menos vulneráveis.

Quanto tempo devemos reservar para o Autocuidado?

As necessidades de Autocuidado são diferentes para cada um de nós e variam também em momentos diferentes da nossa vida – em determinados momentos podemos sentir necessidade de investirmos mais tempo no autocuidado e noutros, menos.  Às vezes, 10 minutos para olhar por nós são suficientes, outras vezes, precisamos de tirar um dia para “recarregar baterias” e nos sentirmos bem.

De qualquer forma, reservar tempo para cuidar de nós é algo que devemos fazer regularmente, que deve ser um hábito e uma dimensão importante da nossa vida. Investirmos tempo em cuidarmos de nós não é sermos egoístas! Pelo contrário, é essencial para nos sentirmos melhor e até para sermos mais capazes de cuidar e ajudar os outros.

E quando temos uma vida profissional e familiar muito activa?

Muitas vezes, quando nos sentimos mais preocupados, stressados ou sobrecarregados (de trabalho e responsabilidades familiares), o tempo para cuidar de nós é o primeiro a ser sacrificado. No entanto, é precisamente nesses momentos que mais precisamos de investir no nosso autocuidado. O autocuidado pode ajudar-nos a gerir e a equilibrar melhor as exigências dessas fases mais desafiantes. Até porque o autocuidado não significa, necessariamente, fazermos coisas ou estarmos sozinhos.

Atenção: o Autocuidado não é uma recompensa por termos trabalhado muito! O autocuidado permite-nos, diariamente, manter um relação saudável connosco próprios e com os outros.

Que actividades de Autocuidado devemos realizar?

Tal como as necessidades de autocuidado são diferentes, algumas actividades que escolhemos para cuidar de nós próprios também são diferentes para cada um de nós e variam conforme os momentos da nossa vida. Por exemplo, em fases em que parece que andamos sempre a correr, o autocuidado pode significar encontrar formas para desacelerar e descansar. Pelo contrário, em fases em que andamos com menos energia, o autocuidado pode significar investir em actividades que promovam a nossa ligação aos outros e ao mundo.

Como podemos investir mais no Autocuidado?

  • Faça uma lista de todas as actividades que o fazem sentir bem, relaxado e feliz. Reserve um momento do seu dia, todos os dias, para se dedicar a essas actividades, de modo a que se tornem uma rotina e não sejam prejudicadas face a outras prioridades e tarefas.
  • Invista nas suas Relações. Alimente relações positivas com familiares e amigos. As relações com os outros podem aumentar a nossa felicidade, a nossa saúde e a nossa qualidade de vida.
  • Fale sobre como se sente. Falar sobre como se sente pode diminuir o stresse e contribuir para que se sinta melhor. Se se sente ansioso, stressado ou sobrecarrregado, experimente partilhar esses sentimentos com familiares ou amigos – #FalarAjuda.
  • Comprometa-se com um Equilíbrio entre a Vida Pessoal e Profissional – ambas as dimensões da sua vida são importantes para o seu Bem-Estar.
  • Faça escolhas saudáveis. Escolha alimentos saudáveis, faça actividade física regular e mantenha bons hábitos de sono.
  • Peça ajuda. Se os seus sentimentos de ansiedade e inquietação forem excessivos e persistentes, se se sentir completamente sobrecarregado ou incapaz de funcionar e fazer a sua rotina diária, ligue para a Linha de Aconselhamento Psicológico do SNS24 ou procure ajuda de um Psicólogo.

Estou a cuidar bem de mim?

De vez em quando é importante verificarmos se estamos a cuidar bem de nós próprios. Reflectir sobre o nosso autocuidado pode ser uma oportunidade para ajustar aspectos que podemos melhorar.

Escolha um comportamento de autocuidado que vai adoptar já hoje!

E, se não conseguir ser espontâneo, planeie momentos de autocuidado. Pode usar este exemplo (ou outro!).

CHECKLIST SOBRE COMPORTAMENTOS DE AUTOCUIDADO

Escolha um comportamento de autocuidado que vai adoptar já hoje!

E, se não conseguir ser espontâneo, planeie momentos de autocuidado. Pode usar este exemplo (ou outro!).

CLIQUE AQUI

Cuide bem de si e explore outros conteúdos relacionados com Saúde Psicológica e Bem-Estar:

Mais em…