Depressão Pós-Parto

Ter um bebé é, supostamente, um momento de grande felicidade e alegria. No entanto, nem sempre as mães se sentem assim. Muitas mães sentem-se emotivas, infelizes e chorosas durante um breve período. Estes sintomas, conhecidos como baby blues, começam 3 a 10 dias após o parto e afectam muitas mães e também muitos pais. Esta situação é tão comum que é considerada normal e acaba por desaparecer ao final de alguns dias, com algum descanso e com o apoio de familiares e amigos à dinâmica de ter um novo bebé em casa.

Procurar partilhar as dificuldades com outras mães e reservar tempo para o autocuidado são também boas estratégias para superar o baby blues. Mas podem não ser suficientes para evitar o desenvolvimento de sentimentos depressivos mais profundos e duradouros, conhecidos como Depressão Pós-Parto.

A Depressão Pós-Parto afecta cerca de 10% a 15% das mães. Desenvolve-se, normalmente, nas seis semanas seguintes ao parto e pode aparecer de forma gradual ou repentina.

Muitos factores podem contribuir para desenvolver uma Depressão Pós-Parto, entre eles, a descida repentina dos níveis hormonais logo a seguir ao parto, combinada com as novas responsabilidades e alterações profundas que decorrem de ter um novo bebé. Estas incluem mudanças físicas (por exemplo, ganhos ou perdas de peso), mas também alterações emocionais (por exemplo, stresse, ansiedade, privação de sono).

Em algumas situações, a idade ou o número de filhos (quanto mais velhas ou com mais filhos, maior a probabilidade das mães sofrerem de Depressão Pós-Parto), uma depressão prévia, uma gravidez ou parto difícil, problemas conjugais ou falta de apoio ou problemas de Saúde do bebé podem também contribuir para o aparecimento do problema.

Os sintomas da Depressão Pós Parto podem ser muito semelhantes aos de uma Depressão. As mães podem sentir-se sobrecarregadas e muito cansadas, tristes, inúteis e sem esperança no futuro, incapazes de tomar conta do bebé ou com medo de não o conseguir fazer, irritadas e zangadas, com dificuldades em lembrar-se das coisas ou agressivas para com o bebé ou o companheiro. Podem ainda sentir-se culpadas por uma sensação de falta de ligação ao bebé ou ao novo papel de mãe. Quando experienciam pensamentos sobre a morte ou fazer mal a si próprias ou ao bebé, podem ficar assustadas e sentir que estão a ficar “malucas” ou a perder o controlo. Podem sentir vergonha e não querer partilhar estes sentimentos com ninguém.

Quanto mais depressa reconhecermos os sintomas de uma Depressão Pós-Parto e encontrarmos tratamento, mais depressa será aliviado o sofrimento, afectando menos a mãe e o bebé. Existem tratamentos eficazes para a Depressão Pós Parto. Procure ajuda.

Outros Recursos

OLÁ,
EU SOU A ANA.
POSSO AJUDAR-TE?

Sou uma assistente virtual e posso
indicar-te informação e recursos úteis

OLÁ,
EU SOU A ANA,
POSSO AJUDAR-TE? FALA COMIGO